quarta-feira, 23 de março de 2016

David Bowie, imortal!

Quase não consigo ainda acreditar na morte de David Bowie. Fiquei muito abalado, assim como grande parte do planeta. Um ícone, uma voz grave e única, um ídolo que me soa eterno. Algumas de suas canções, eu ouço deste criança, desde a época em que foram lançadas nas FMs dos anos 80. Outras canções que não estavam nas nossas rádios, sempre estiveram no meu play. A quantidade de clássicos é muito grande. O Pop, a melodia, o Rock, a voz, o estilo, a influência, os olhos, os personagens, os hits, as letras, enfim, genialidades. Eu tive o privilégio de ir em dois shows do David, um em 1990 e outro em 1997. Ambos os megashows foram em estádios de futebol, aqui em São Paulo.
O que mais dizer? Bowie, imortal!














Nenhum comentário: