quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Salão do Automóvel 2014

Salão do Automóvel em São Paulo, no dia 07 de Novembro 2014.

(todas as fotos por: Her Filho)






























segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Paul McCartney & Keith Richards


Paul McCartney e Keith Richards, divertindo-se ao discutir o quanto os britânicos fizeram o Rock and Roll se transformar no mundo.
Provavelmente estão bêbados de tantas doses de Justerini & Brooks... isso é apenas um palpite.
- Paul, o que você acha de ser dono de 2 bilhões de dólares?
- Keith, o que você acha de ser um dos músicos mais escutados do planeta?

domingo, 11 de janeiro de 2015

"O quereres"

foto por: Her Filho


autor: Caetano Veloso

Onde queres revólver, sou coqueiro
E onde queres dinheiro, sou paixão
Onde queres descanso, sou desejo
E onde sou só desejo, queres não
E onde não queres nada, nada falta
E onde voas bem alto, eu sou o chão
E onde pisas o chão, minha alma salta
E ganha liberdade na amplidão

Onde queres família, sou maluco
E onde queres romântico, burguês
Onde queres Leblon, sou Pernambuco
E onde queres eunuco, garanhão
Onde queres o sim e o não, talvez
E onde vês, eu não vislumbro razão
Onde o queres o lobo, eu sou o irmão
E onde queres cowboy, eu sou chinês

Ah! Bruta flor do querer
Ah! Bruta flor, bruta flor

Onde queres o ato, eu sou o espírito
E onde queres ternura, eu sou tesão
Onde queres o livre, decassílabo
E onde buscas o anjo, sou mulher
Onde queres prazer, sou o que dói
E onde queres tortura, mansidão
Onde queres um lar, revolução
E onde queres bandido, sou herói

Eu queria querer-te amar o amor
Construir-nos dulcíssima prisão
Encontrar a mais justa adequação
Tudo métrica e rima e nunca dor
Mas a vida é real e é de viés
E vê só que cilada o amor me armou
Eu te quero (e não queres) como sou
Não te quero (e não queres) como és

Ah! Bruta flor do querer
Ah! Bruta flor, bruta flor

Onde queres comício, flipper-vídeo
E onde queres romance, rock'n roll
Onde queres a lua, eu sou o sol
E onde a pura natura, o inseticídio
Onde queres mistério, eu sou a luz
E onde queres um canto, o mundo inteiro
Onde queres quaresma, fevereiro
E onde queres coqueiro, eu sou obus

O quereres estares sempre a fim
Do que em mim é de mim tão desigual
Faz-me querer-te bem, querer-te mal
Bem a ti, mal ao quereres assim
Infinitivamente pessoal
E eu querendo querer-te sem ter fim
E, querendo-te, aprender o total
Do querer que há, e do que não há em mim


sábado, 10 de janeiro de 2015

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Natal... há tempos

Para encerrar o tema Natal, mesmo porque 2015 já está acontecendo.
Fiz este post porque lembrei de uma época, há tempos, em que o Natal ainda era algo especial e inesquecível. Refiro-me especificamente aos anos 80.
Uma época absolutamente distante dos valores, dos desejos, práticas, intenções e emoções de hoje em dia. Mas minha intenção aqui neste post não é lamentar, nem saudar o Natal, e sim apenas expressar a lembrança de tantos sorrisos, incluindo o meu, quando ganhávamos presentes inesquecíveis e que se tornariam marcantes para o resto da vida.

Foi assim. No Natal de 1982 eu ganhei:
o meu tão sonhado TCR.


No Natal de 1983 eu ganhei:
minha Caloi Cross Extra (vermelha).


 No Natal de 1984, ganhei, junto com as minhas irmãs:
o revolucionário Atari 2600.


No Natal de 1985, eu ganhei:
 o moderno Walkman da Sony.


No Natal de 1986, eu ganhei:
 meu primeiro computador, o TK 90X.


Lembranças inesquecíveis!

(Obs: eu fiz a montagem, mas as imagens deste post foram coletadas na internet)


quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Feliz 2015 !

Eu desejo um belo 2015 a todos aqueles que são do bem. Muita prosperidade, saúde, paz, consciência, e principalmente mente e espírito calmos e centrados.
2014 foi um ano intenso e estranho para muitos, tanto no âmbito individual quanto no coletivo. No âmbito nacional tivemos a Copa do Mundo e as eleições que, conforme previsto, colaboraram para fragilizar e prejudicar a energia coletiva. Então desejo de verdade que a humanidade tire o pé do acelerador, pois está em plena descida, sem freio, beirando o penhasco e em alta velocidade. De fato este ano que acabou, foi o momento em que eu mais vi pessoas sem ter a menor ideia do que está acontecendo na própria vida, e ainda assim persistindo em seguir alucinadamente sem saber para onde.

Que a luz positiva ilumine nossos caminhos, decisões, desejos e conquistas, porque somente a energia positiva, o pensamento elevado, o autoconhecimento e a troca do bem são capazes de criar o campo da mudança e o do alcance.
Desejo que a positividade de 2015 afaste de mim os egoístas, gananciosos, invejosos, traidores, mentirosos, e todos aqueles que nos vampirizam mesmo sem saber.
Desejo o bem também a ti, seja quem for, desde que você seja também do bem.
Fiquemos na luz. Feliz 2015!



segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Kenny Rogers & Lionel Richie - Lady





Por que insisto em acreditar tanto no amor?
Até quando viverei em um mundo dentro de mim que ainda se arrisca na paixão?
"Lady", composta por um dos meus mestres na música, Lionel Richie, e eternizada na maravilhosa voz de Kenny Rogers. Quando foi lançada eu era criança, mas já me emocionava ao escutá-la, sem saber que décadas depois, esta canção tornaria-se ainda mais importante, por representar de verdade a intensidade do amor na minha vida.


domingo, 4 de janeiro de 2015

Parabéns Brasil !




Então é isso aí, Brasil. Vocês conseguiram novamente eleger a Dilma e o PT. Felizmente posso novamente afirmar que não faço parte das pessoas que votaram nela. Quando acabar este novo mandato, em 2018, completaremos 16 anos de lama, na luta e permanência no poder a qualquer preço, nos maiores escândalos de corrupção (incluindo os já condenados), na compra de votos disfarçada de auxílio financeiro, na constante destruição da cultura e da educação, na falta de postura e firmeza perante os conflitos mundiais, no exemplo de como ser antiético, imoral, arrogante, incompetente, inacessível, incoerente e manipulador.


Gostaria de saber se há alguma outra nação, além do Brasil, na história da humanidade democrática contemporânea, que tenha reeleito pela terceira vez, algum governo que tanto se atolou na lama da corrupção?
Somente o brasileiro, com sua essencial conduta hipócrita e gananciosa, conseguiu este feito.
Parabéns (maioria dos) brasileiros, vocês fazem por merecer a fama que o nosso país tem em qualquer lugar do mundo.