quarta-feira, 28 de maio de 2008

"Todos os caminhos são você"

Para a minha loira C. Marcela

foto por: Her Filho

autor: Her Filho (Direitos Registrados)

Sol brilhando por todos os lados
Assim são nossos dias
Juntos demais, cada vez mais
Todos os caminhos são você
Prefiro seguir o seu caminho
Quero estar contigo
Lua iluminando todas as direções
Prefiro te seguir
Sei onde você me levará
Seu sentido, suas linhas
As palavras são também forças
Seus rumos, seus horizontes
As respostas são também vitórias
Minha necessidade é ter você
Minha briga é para ser seu
Todos os caminhos são você
Minhas mãos saem dos seus braços
Meu coração bate no seu corpo
Seus olhos brilham no meu rosto
Sua voz passa pela minha boca
Desejo você cada vez mais
Desejo mais, você
Todos os caminhos são você
Entenda minhas palavras por nós
Veja meus sonhos por nós
Perdoe o meu imenso amor
Minha felicidade é toda sua
Agora sabemos o que é verdade
Paixão constante vinda do mar
Sopra o vento em nós
Trazendo os nossos caminhos

quinta-feira, 15 de maio de 2008

"Além do avião"

foto por: Her Filho

autor: Her Filho (Direitos Registrados)

Quando olhei para o céu encontrei um avião e ao redor dele estava a imensidão
e mais distante estavam as estrelas
maiores que todos os aviões do céu.
E maior que as estrelas eram suas luzes.
Quando percebi que pude enxergá-las
à olho nu
à mente nua.
E mais distante estava o Universo
maior que ele, era o meu pensamento.
Muito mais distante.
E após isso o avião se moveu
com o mesmo tamanho.
E mais distante estavam os outros
Quando não encontrei ninguém
Então vocês não estavam lá.
Além do pensamento encontrei meu sentimento.
Pensei estar em órbita.
E mais distante estava o que eu não conhecia.
O fim parecia estar fora do meu alcance.

quinta-feira, 8 de maio de 2008

"Expulsão"

foto por: Her Filho

autor: Her Filho (Direitos Registrados)

Se pudéssemos enxergar o vento, como ele seria?
Poderia ter a cor dos seus olhos
Seria maior que o seu ódio
Haveria apenas destroços

Se pudéssemos apagar a luz, como ela seria?
Disfarçaria seus abraços falsos
Machucaria pés descalços
Explodiria mentes em pedaços

Se pudéssemos calar a voz, como ela seria?
Perdida, soaria mais fria
Em silêncio, dormiria de dia
Calada não seria, logo viria

Se pudéssemos destruir a inveja, como ela seria?
Expulsa por ventos fortes
Afastada por raios de luz
Pelos ecos da minha voz

terça-feira, 6 de maio de 2008

"Paciência"

foto por: Her Filho

autor: Her Filho (Direitos Registrados)

Não dá para esperar o tempo passar
Enquanto isso, penso
Enquanto penso, enlouqueço

Não dá para esperar a loucura passar
Enquanto isso, descanso
Enquanto descanso, amo

Não dá para esperar o amor passar
Enquanto isso, respondo
Enquanto respondo, passo perigo

Não dá para esperar o perigo passar
Enquanto isso, construo
Enquanto construo, corro risco

Não dá para esperar o risco passar
Enquanto isso, desafio
Enquanto desafio,respiro

Não dá para esperar a respiração passar
Enquanto isso, conheço
Enquanto conheço, esqueço

Não dá para esperar o esquecimento passar
Enquanto isso, nado
Enquanto nado, sinto

Não dá para esperar o sentimento passar
Enquanto isso, apareço
Enquanto apareço, venço

Não dá para esperar a vitória passar
Enquanto isso, elevo
Enquanto elevo, apaziguo

Não dá para esperar a paz passar
Enquanto isso, desvio
Enquanto desvio, lembro

Não dá para esperar a lembrança passar
Enquanto isso, desperto
Enquanto desperto, corro

Não dá para esperar a correria passar
Enquanto isso, acelero
Enquanto acelero, encerro

Não dá para esperar o encerramento passar
Enquanto isso, continuo
Enquanto continuo, perco tempo.

quinta-feira, 1 de maio de 2008

"Sombras"

foto por: Her Filho

autor: Her Filho (Direitos Registrados)

Sombra sobre sombra, o que você vê é deformado
Forma sobre forma, o que você enxerga é sombreado
Espaço sobre espaço, o que você sente é impressão
Corpo sobre corpo, o que você deseja é ilusão
Imagem sobre imagem, o que você toca é vazio
Som sobre som, o que você expressa é delírio
Sonho sobre sonho, o que você acha é perdido
Brilho sobre brilho, o que você tem é relativo
Raio sobre raio, o que você pensa é físico
Pedra sobre pedra, o que você pisa é destino
Chão sobre chão, o que você abre é trancado
Porta sobre porta, o que você liberta é real.

Saudades soberanas dominam o meu ímpeto

Palavras voadoras aterrissam na minha mente

Mãos divinas acariciam meu rosto

Ventos que sopram forte me trazem o sono

Vozes suaves me explicam o sorriso

Portas abertas me levam para bem longe.